quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Sim, eu a subestimei


Subestimar as pessoas para mim é um primeiro passo. Logo que eu conheço alguém, eu penso: “Não, essa pessoa não é tão legal”. Se ela for, melhor. Eu ganho. Se não, ela era como eu pensava e eu ganho novamente. Exagero ou não, é o que sempre faço e saber que algo é bem melhor do que pensei que fosse me alegra muito.
Caso semelhante aconteceu quando eu conheci a Mallu Magalhães. Um fenômeno da internet, a menina não parava de ganhar prêmios de artista revelação e tava em tudo que era programa de TV. Eu sempre pensava no que diabos as pessoas viam nela, garota insossa, sem graça... Eu não parava de compará-la à Maísa, aquela pivetinha irritante que o Silvio Santos insiste em nos empurrar goela adentro.
Afinal, quem era essa menina cantando Bob Dylan, desafinando, conquistando corações incautos?
Mas a Mallu não ficou como a menininha ganhadora de prêmios, fofinha, bonitinha, engraçadinha, inha, inha... MM mostrou a que veio.
Após iniciar um romance com Marcelo Camello, excelente compositor, Mallu mudou o rumo de sua prosa (ou de seus versos, no caso). Começou a fazer composições sobre sua iniciação na vida amorosa e sobre coisas de seu cotidiano. O tom confessional das letras e sua voz ainda infantil dão um charme as suas composições. Em Bossa sem nome, O eu - lírico parece confessar seus medos em relação ao inicio de sua vida sexual:

“Eu vou cantar pra assumir
Eu tive de fugir
Da pouca roupa, da fala rouca
Do beijo a boca
Meu bem, parece tão cruel
Não poder se atirar
Espero a espera boa
Meu corpo soa tão incapaz”


Em O preço da flor, sua voz rouca, infantil, chega aos nossos ouvidos de maneira sexy graças à melodia e à letra que fala de desejo.

“Mas escondo o desejo
Escolho no bairro
Um lugar de esconder
E vai
Mais um quase beijo
Porque só a noite cobre
Os defeitos do ser”


Talvez pela idade, a palavra sexy não pareça, à primeira vista, adequada. Mas a voz da cantora se mescla a uma melodia envolvente e letra intensa para uma adolescente de sua idade e nos chega num misto de sensualidade e inocência.
Segue abaixo, vídeo de O preço da flor.

5 comentários:

Kid Abelha Songblog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kid Abelha Songblog disse...

Inverteram-se O Papéis Agora??
Eu Achava Quase Isso Quando A Ouvia, Ainda M Lembro Da Tua Cara Esnobe, Mas Agora Eu Posso Nem Ver!!! Q Bom Lyla... Aceitando O Novo!!!
Bjus...

Gi Neco disse...

"Mas a Mallu não ficou como a menininha ganhadora de prêmios, fofinha, bonitinha, engraçadinha, inha, inha... MM mostrou a que veio.
Após iniciar um romance com Marcelo Camello, excelente compositor,"

Perdeu TODO o meu respeito. Sem mais.

Mônica disse...

Hnpff... continuo sem gostar sem dela. No entanto, de inicio sou como você: suspeito demais que as coisas sejam realmente boas, duvido delas até onde eu não aguento mais. Mas ela ainda não me desce.

Anne disse...

Sofri quando li =(
Só me resta aceitar...